Google Website Translator Gadget

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Falsos Profetas

Procuro ser o mais neutro possível, não gosto de discussões ideológicas febris mas, as vezes meu lado denunciador e profético se aflora e fica inevitável o comentário.

Uma pessoa a quem amo muito, me fez uma pergunta bem apropriada para o momento, ela queria saber o que vem a ser um profeta, ou uma profecia.
Ser um profeta muitas vezes é enxergar o óbvio, quando estamos em um caminho temos que saber onde ele nos leva, senão estamos perdidos. O papel do profeta é apresentar o fim deste caminho, antes que cheguemos lá, ou mesmo após ter chegado, a fim de avaliarmos o nosso destino e assim continuarmos nesta direção ou não.

Semana passada assistindo a um programa evangélico na TV, havia um pastor americano de nome Morris Cerullo, um outro pastor que traduzia simultaneamente para o português e o Pastor Silas Malafaia.

Este americano, se intitulando “profeta”, fazendo uma hermenêutica em Êxodo 12, 35s “Os israelitas fizeram com Moisés havia dito, e pediram aos egípcios objetos de prata, objetos de ouro e roupas. Iahweh fez com que o seu povo encontrasse graça aos olhos, de maneira que estes lhes davam o que pediam; e despojaram os egípcios”. Ele dizia que o Brasil está crescendo muito e que isso era porque as graças de Deus estariam vindo para cá e que Deus derramaria estas riquezas conforme aprouvesse ao Espírito Santo e para quem “doasse” a quantia de R$ 610,00, Deus mandaria riquezas inimagináveis, a quem fizesse este gesto de fé, naquele mesmo momento.

Por que eles não pedem para que dêem este mesmo valor aos pobres? Por que o dinheiro tem que ir para eles? Se a justificativa é que um programa de TV é muito caro, a Internet é quase gratuita e tem um alcance igual ou maior.

Por que estes “profetas” não seguem as práticas de seu mestre Jesus, e quero aqui apontar uma delas: Mateus (19, 16 – 22) O moço rico – Ai alguém se aproximou dele e disse: “Mestre, que farei de bom para ter a vida eterna? Respondeu: “Por que me perguntas sobre o que é bom? O Bom é um só. Mas se queres entrar para a Vida, guarda os mandamentos”. Ele perguntou-lhe: “Quais?” Jesus respondeu: “Estes: Não matarás, não adulterarás, não roubarás, não levantaras falso testemunho; honrar teu pai e tua mãe, e amaras o teu próximo como a ti mesmo”. Disse-lhe então o moço: “Tudo isso tenho guardado. Que me falta ainda?” Jesus lhe respondeu: “Se queres ser perfeito, vai, vende o que possuis e dá aos pobres, e terás um tesouro nos céus. Depois, vem e segue-me”. O moço ouvindo essa palavra, saiu pesaroso, pois era possuidor de muitos bens.

Pois bem, eu também sou profeta e aqui vou fazer a minha e ela não tardará a se realizar, para que os falsos profetas, tenham tempo de rever os seus caminhos prestem muita atenção nestas “opções”:
Mateus (5, 1 – 10) – Vendo ele as multidões, subiu à montanha. Ao sentar-se, aproximaram-se dele os seus discípulos. E pôs-se a fala e os ensinava, dizendo:
“Felizes os pobres em espírito, porque deles  é o Reino dos Céus.
Felizes os mansos porque herdarão a terra.
Felizes os aflitos porque serão consolados.
Felizes os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.
Felizes os misericordiosos, porque alcançaram misericórdia.
Felizes os puros de coração, porque verão a Deus.
Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus.
Felizes os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus.

Segundo este texto do Evangelista Mateus, não ha porque se preocupem, nosso Justíssimo Deus da aos desejos segundo os seus desejos, e em suas próprias “profecias” estão manifestados quais são os seus. Então poderíamos dizer assim: Felizes os desejosos de ouro e de pedras de grande valor, porque é isto que receberam para todo o sempre.

Para finalizar e para ilustrar o que é ser, um verdadeiro ou um falso profeta, assistam e avaliem vocês mesmos, basta clicar no link abaixo: