Google Website Translator Gadget

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Do pó ao pó – Gênesis 3, 19 e Eclesiastes 3, 20

A fragilidade da Carne 1999
45 x 25 cm - Óleo sobre tela colado em madeira.
Livro: Araujo Pinturas Antigo e Novo Testamento - Pag 67


“Com o suor do teu rosto comerás teu pão, até que te tornes ao solo. Pois dele foste tirado. Pois tu és pó e ao pó tornarás.” Gênesis 3, 19

“Tudo caminha para um mesmo lugar; tudo vem do pó e tudo volta ao pó.” Eclesiastes 3, 20

A Bíblia tem se mostrado um livro atual, a Palavra lá escrita é atemporal, ela foi dita aos patriarcas, aos profetas e também hoje é dita para nós.
As ciências mais modernas dos dias de hoje nos diz o quanto o nosso universo material é também espiritual. É uma nova visão de inúmeras dimensões e infinitas possibilidades.  
A Bíblia já nos dizia que Viemos do pó e segundo as ciências esta alegação bíblica está corretíssima, pois, somos pó de estrela, alias, tudo o que vemos no universo o é!
Nos dias de hoje alguns cientistas alegam que o universo é plano, e não redondo como o vemos, eles alegam que: o que nos da essa falsa impressão é o espaço-tempo, ele sim é que é curvo.
Seguindo a mesma linha, em uma outra afirmação menciona a existência de universos paralelos próximos de nós, e que eles estão a uma distância de um ou menos átomo de nós. Para se ter uma ideia melhor do que isso quer dizer: no espaço de um único milímetro cabem 10.000.000 (dez milhões) de átomos alinhados em fila única. 
Ainda outros afirmam que a matéria, quando está sendo observada é matéria e quando não está é onda – nós somos matéria.
Uma das ideias mais aceitas entre os cientistas é que: o espaço-tempo, toda matéria e inclusive os átomos,  passaram a existir logo após o “big bang”, nem o átomo nem a matéria, como os conhecemos existiam antes deste momento primordial.
A ultima teoria é a existência das, matéria-escura e força-escura. Uma das forças que regem o universo é a gravidade e recentemente os cientistas perceberam que só isso não resolvia um problema que, pelo fato do universo continuar crescendo a uma velocidade superior a da luz, e de que ele não vai encolher novamente, tinha que haver alguma outra força contínua que o impulsionasse, a isso deram o nome de força-escura. Disso tudo surge uma afirmação de que, no momento que esta força-escura superar a força que unem os elétrons dos seus respectivos núcleos tudo será desfeito será o fim de tudo que conhecemos mas não o que somos, pois, também somos espírito (isso me lembra o arrebatamento).
Isso tudo é muito louco e só quem entende de física-quântica é que poderia explicar melhor. Mas não nos desesperemos e nem nos escandalizemos, pois, por tudo isso ainda ser muito novo eles mesmos não entendem muito bem. Vivemos em uma dimensão e esta nos proporciona experiências que ilustram todo nosso conhecimento, e quando tentamos enxergar alguma coisa fora desta realidade fica muito difícil entender mesmo.
As verdades científicas sempre são temporárias, pois, elas são tidas como verdades até acontecer algo novo e mais aceito no respectivo momento histórico. Isso é muito importante porque desta forma o conhecimento nunca se esgota e desta forma tudo evolui, ou em linguagem teológica: “se revela”.
Particularmente gosto destas elucubrações, elas sempre nos chamam a refletir sobre a Criação do Universo nas mãos de Deus e quão grande é o nosso Criador.
Na Bíblia está escrito que: no princípio era o nada. Isso seria o mesmo que dizer que Deus Cria a partir do NADA. Para Criar tudo que conhecemos e somos, Deus não se utiliza de coisas pré-existentes, se assim o fosse Ele não seria Criador, e sim misturador, alquimista, ou qualquer coisa parecida.
Agora imagine: até a nossa dimensão foi criada, e todo o conhecimento da humanidade só poderia chegar, em teoria, ao instante “zero” do “big bang” e não é possível ir além disso.
Deus está em uma dimensão diferente da nossa, além do espaço-tempo. Então quando encontramos na Bíblia a frase: “do pó ao pó”, supõe-se que Deus, semelhante a um oleiro, nos manuseou  e se viemos das divinas mãos de Deus, em algum instante estivemos em sua dimensão. Então viemos do sempre que não é o nosso sempre, pois, “sempre” é definição de tempo, assim, a palavra mais adequada que me ocorre seria “agora”.
Não somos apenas “pó” ou “pó de estrela,” somos também espírito, fruto do sopro divino que nos dá a vida, então a alegação “do pó ao pó”,  pode ser entendida como: “das Mãos às Mãos”. É o que está escrito em Gênesis. O Senhor Deus modelou o homem com a argila do solo, insuflou em suas narinas um hálito de vida e o homem se tornou um ser vivente”. (2, 7)
Algumas linhas teológicas podem até se sentirem desconfortáveis com todas estas ideias quânticas, no entanto, todas estas alegações nos prestam verdadeiras contribuições na revelação de Deus. Assim como Darwin lançou uma nova luz para o conhecimento humano, o olhar quântico também nos convida a ampliar mais uma vez nossa visão e percepção do todo, ele também nos oferece uma nova lente para enxergarmos este caminho do conhecimento de Deus.
Tudo o nosso conhecimento evolui, e seguindo esta mesma linha devemos evoluir o conhecimento de Deus. Isso não são minhas palavras mas, são palavras da própria Bíblia:


Então entenderás o temor do Senhor e encontrarás o conhecimento de Deus.” Provérbios 2, 5;


“Porque é amor que eu quero e não sacrifício, conhecimento de Deus, mais do que holocaustos.”. Oséias 6, 6;


“Assim andareis de maneira digna do Senhor, fazendo tudo o que é do seu agrado, dando frutos em boas obras e crescendo no conhecimento de Deus.” Colossenses 1, 10

Hoje, uma nova visão nos está sendo oferecida, ela mostra um Universo mais orgânico, diferente do modelo mecânico onde tudo funcionava com frias engrenagens, semelhante a um relógio. Nesta visão orgânica tudo que se faz, pelo bem ou pelo mal, afeta todo o cosmos. Uma célula que não faz a sua parte em um organismo afeta a si mesma e consequentemente afeta todo o resto. Segundo a visão quântica, tudo está conectado e isso também não deveria ser novidade alguma, na bíblia Paulo diz: “Com efeito, o corpo é um e, não obstante, tem muitos membros, mas todos os membros do corpo, apesar de serem muitos, formam um só corpo....” 1 Coríntios 12, 12.
Fazer deste mundo um lugar melhor não é pedir muito, qualquer gesto na direção certa conta e para sanarmos as doenças do o atual organismo serão necessários medicamentos bem amargos mas, teria que ser feito da maneira correta, com muito amor, paciência e compaixão.
Apenas acabar com as corrupções não é de grande valia, temos que aprender com ela para não cairmos no mesmo buraco novamente. Costumo dizer para as minhas filhas: “Alguns cursos são muito caros e temos que aprender em uma única lição, afim de não recairmos no mesmo erro novamente”.
Todo este conhecimento nos apresenta uma nova e ampla visão, que nos mostra um caminho para transformar este mundo em um mundo melhor. E neste novo mundo o imperialismo, a tirania e a corrupção não podem encontrar morada, estes três demônios podem e devem ser exorcizados.

Do pó ao pó, das mão às mãos, quando chegar a hora do  retorno ao seio do divino Pai, que ela seja cheia de frutos maduros e que o fruto mais doce entre eles seja você mesmo. Você consegue enxergar este momento???